Data/Hora: terça mai 23, 2017 8:57 am



Welcome
Bem-vindo ao fórum Terminal Intermodal.

Está neste momento a visualizar o fórum como "visitante" o que lhe dá acesso limitado à maioria das discussões e conteúdos. Registando-se gratuitamente no nosso fórum e feita a sua apresentação à comunidade, terá permissão total para iniciar e responder a tópicos, partilhar fotografias, etc. O registo é rápido, simples e absolutamente gratuito. Registe-se aqui, por favor!


Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 Mensagem ] 
Autor Mensagem
 Assunto da Mensagem: Troço estremenho do Corredor Atlântico pronto em 2030
MensagemEnviado: domingo mai 07, 2017 8:07 pm 
Offline
Administrador
Avatar do Utilizador

Registado: terça fev 05, 2008 9:14 pm
Mensagens: 32332
O trecho de percurso pertencente à região da Extremadura, que fará a ligação entre os portos portugueses de Sines, Setúbal e Lisboa e a plataforma logística de Badajoz, estará terminado em 2030 – no contexto do projecto de materialização do Corredor do Atlântico, a ligação enfrenta «dificuldades» na execução das obras, facto que atrasará o culminar dos trabalhos em 10 anos.

O atraso foi explicado, em primeira mão, pelos representantes da Comunidade Europeia no ‘Fórum do Corredor Atlântico’, e noticiado de imediato pelo jornal espanhol ‘El Diario’. As obras do trecho ligado à Extremadura estariam prontas em 2020, mas os entraves atrasarão em uma década a finalização do projecto. A administração pública da região da Extremadura reagiu, veiculando a sua incompreensão perante o revelado.

Um atraso «para a Europa inteira», diz a administração estremenha
Os novos dados, que dão conta do atraso, foram revelados durante a reunião, que contou com a presença de representantes públicos espanhóis das regiões afectas ao projecto Corredor do Atlântico, e também com a presença dos governos alemão, português e francês. Perante a revelação, a directora do Urbanismo e Ordenamento do Território vincou a importância do projecto para a Extremadura e lembrou que este faz parte das prioridades da Rede Transeuropeia de Transportes (TEN-T).

«Não entendemos porque é que a Extremadura é uma das secções que segue mais lenta», lamentou Eulalia Elena Moreno, não deixando de frisar que o projecto de ligação ferroviária ‘Corredor do Atlântico’ foi tido como «prioritário» no contexto da União Europeia. «É um atraso para todos, para a Europa inteira», rematou Eulalia Elena Moreno, que se fez acompanhar por José González Rubio, director da pasta dos Transportes.

Revista Cargo

_________________
Imagem
Fábio Pires • Terminal Intermodal • PortalFórumFacebookGrupoTwitterFlickr

RailTracker AppRailTracker Web


Topo
 Perfil  
 
 
Mostrar mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar Novo Tópico Responder a este Tópico  [ 1 Mensagem ] 


Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 0 visitantes


Criar Tópicos: Proibído
Responder Tópicos: Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Apagar Mensagens: Proibído
Enviar anexos: Proibído

Ir para:  
suspicion-preferred